top of page

Denúncia sobre a perseguição política contra Reem Alsalem

A MATRIA oficiou a Casa Civil - Presidente da República uma Denúncia sobre a perseguição política contra Reem Alsalem, pois até o momento o Governo Brasileiro não apresentou argumentos plausíveis que justifiquem o cancelamento de sua vinda e a ausência de respostas claras sobre os motivos.


Observamos que há um ataque orquestrado por parte de um setor minúsculo da sociedade, porém autoritário e com a máquina do Estado a seu serviço.


É dever desta casa zelar pela liberdade e defesa de direitos de todos os cidadãos, as Mulheres nesse país se constituem como a maior parcela da população e não podemos admitir que metade do país seja amordaçada de falar sobre si próprias.

Defender o mandato e a liberdade de atuação da Relatora Especial é defender as mulheres brasileiras nesse cenário.

O Governo brasileiro não pode se esconder, usando-se de Conselhos e Entidades para se isentar de suas próprias posições. Exigimos explicações, transparência e respeito.







Esperamos que esta Casa tome providências para:

  • Garantir a vinda da Relatora Reem Alsalem às terras brasileiras ainda no cumprimento do seu mandato;

  • Que investiguem a negligência do Órgãos Governamentais diante de ações misóginas contra a Relatora e as Mulheres desse país que não subscrevem as crenças e ideologia da "Teoria Queer";

  • Que o Ministério da Mulher explique-se porque atua isentando-se de se posicionar contra o ataque político às Mulheres que não subscrevem as crenças e ideologia da "Teoria Queer".



Denuncia - em Defesa da Relatora Reem Alsalem
.pdf
Download PDF • 684KB

bottom of page