top of page

MATRIA solicita retificação de informação errada no site do G1 - Sergipe

Entramos em contato com o G1 de Sergipe para solicitar retificação da reportagem "Mulher é investigada por estupro e produção de vídeos sexuais com crianças e adolescentes em Sergipe" que traz em seu título o termo "mulher" erroneamente, quando a nomenclatura correta seria "mulher trans" ou "travesti" ou ainda "homem biológico que se auto identifica como mulher".


A reportagem suscita, no leitor, um choque de que uma mulher teria sido presa por sequestrar, estuprar e produzir material pornográfico de crianças. Crime comumente cometido por homens.


Pedimos, em nome das mulheres e meninas, que a reportagem seja retificada informando da imprecisão do dado. Sobretudo, pedimos que o título da reportagem seja retificado para que não se torne a fonte de informação incorreta.


Além disso, solicitamos que, enquanto veículo de mídia, haja empenho na divulgação sempre precisa do sexo biológico dos autores de qualquer crime noticiado doravante.


Acesse aqui o conteúdo do ofício completo:


Oficio G1 Sergipe MATRIA
.pdf
Fazer download de PDF • 189KB

Comments


bottom of page